segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Caminho pela relva, sinto a umidade da terra penetrar nos meus pés descalços. Não penso mais nas coisas que me fez chegar até aqui, mas sim no que me farão seguir adiante. Me sinto livre agora, minhas escolhas dependem simplesmente de mim, pus um fim na angustia e na tristeza, amigas inseparáveis de anos... Percebo agora que nem tudo que parece ser certo o é, e que o errado nem sempre é equivoco. Brinquei muito com meus sentimentos e fui vitima de armadilhas de outros. Mas isso já não importa, sou livre e isso não tem preço, estou viva e isso me possibilita um milhão de oportunidades!

Nenhum comentário: