quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

2015 começando!

Praia da Joaquina, um lugar maravilhoso, adorei. SC.


Estou tão feliz, 
 Confio em você, no que me dizes.
Eu aceito e  prometo fazer tudo o que puder para que dê tudo certo, daqui pra frente. 
 Esperarei o tempo que for preciso...


Diana Ross & Lionel Richie - Endless Love (Tradução) ♫

                                                                        Feliz Ano Novo!




terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Povoado

Praia do Amores em SC

Caminhando pelas cidades vizinhas a sua, encontrou na estrada um povoado que já havia sido uma cidade, há muito tempo atrás, devastada pelos furacões e terríveis batalhas.

Então ele parou e pensou, poderei talvez fazer daquelas terras uma extensão de sua próspera cidade e ali construir um templo para implantar suas idéias e costumes...

Começará pelas regras, para impor a ordem na desordem local. 
Depois com um tempo de muita analise decidirá o que fazer pelo inóspito povoado.




segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Praia Da Joaquina SC

Ser livre é um desejo, não uma opção.
Tenho outro destino, deixo minha liberdade para meu espirito.

Me leva para viajar sempre que puder, promete?
Viajar é minha maior paixão. 
E meu grande amor é você...
Por favor, me ensine, pois não consigo sozinha.


domingo, 28 de dezembro de 2014

Passo horas observando o comportamento dos animais.
Penso nos motivos de suas alegrias e tristezas, uns são felizes outros não...isso é um fato.
Olhem os que estão presos no zoológico, apáticos, sonolentos e melancólicos. São assim que os vejo, tristes, vivem puramente por viver. Nem a esperança há no coração deles. Seus olhos são vagos e inquisidores.
Certa vez em uma visita de final de semana ao Zoo de Bauru me assustei da forma como um gorila me olhou. Ele me observava e ao invés de sentir pena dele, senti como se fossemos iguais a única diferença é que eu estava do lado de fora e ele enjaulado. Foram poucos minutos de uma conversa sem vozes só com olhos. Seu olhar era um misto de raiva e tristeza profunda, nunca me esqueci dele, ali sentado rasgando um broto de bambu com as mãos como se estivesse filosofando e me analisando.
Tempos depois soube pela tv que ele havia morrido sem motivos aparentes, mas eu sabia no meu coração as razões de sua morte. 
Não acho justo aprisionar animais para mera exposição da espécie e por sua beleza, só se fosse por preservação da raça somente.
Visitei alguns centros de recuperação de animais feridos, lá o comportamento deles é bem diferente. Eles reagem aos carinhos dados pelos veterinários
e são felizes pois de alguma forma sabem que voltarão à natureza tão logo se curem. Seus olhinhos brilham ao ver seu habitat natural, seus iguais.
Toda essa exposição é uma tremenda maldade, enquanto comemos pipoca e nos enchemos de refrigerantes eles nos observam e sabem que nosso fim também é certo com a luz do dia.


quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

domingo, 14 de dezembro de 2014


Cá estou verificando os últimos detalhes pra viagem,  ajustando a câmera, revisando as roupas na mala.
 Agora faltam só 4 dias para minhas tão esperadas férias. Nunca foi tão difícil por os pés na estrada.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014




Não há mais lugar nas florestas, cada vez menores. Os animais procuram abrigo nas cidades, desesperados, famintos e feridos.
Nós somos os culpados, deveríamos exigir leis mais rigorosos que funcionassem. 
Só o ativismo dos ambientalistas não está adiantando. 
Enquanto isso nossos florestas gritam acuadas pelo falso desenvolvimento e a ganância. 
Sem o devido respeito à natureza não há progresso.
Vivemos num país de valores invertidos, nossos animais são maltratados, escravizados e vendidos no exterior como produtos exóticos. 
Disso todos nós já sabemos.
Escrever... estou fazendo igual a eles, eu deveria pegar um saco de lixo e ir aos leitos dos rios fazer algo de útil, porque criticar sentada em frente ao notebook é bem mais comodo. 
Creio que deveríamos ter mais vergonha na cara, protestar mesmo, não por uns trocados, mais por uma vida mais digna pros nossos bichinhos.
Às vezes eu penso, mas sou só uma. E dai? Chico Mendes também era e a freira Dorothy Stain estes sim, são verdadeiros heróis, e no entanto poucos se lembram.
Dizem que uma andorinha só não faz verão... Mentira, quando olho pro céu e vejo um pássaro agradeço por ele existir e eu poder contemplar seu voo de liberdade.
Precisamos fazer algo e urgente!

 

Imagens de outros blogs. Agradeço pelas lindas fotografias!


Viver

Um milagre que a poucos são concedidos.
Por isso minha passagem nessa terra é feliz. Quem de mim se lembrar, dirá certamente:
-Eugenia, ela vivia com um sorriso no estampado no rosto!
                                                        
                                                                                        Bom dia...

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014


 A distância machuca, dói. 
Isso me faz dar valor ao tempo, cada segundo é precioso, único. 
Ficar longe... Não sentir, não ouvir e nem ver.
Eu quero pelo menos ouvir, nem que for um pouquinho.
Que difícil que é, essa situação.

sábado, 6 de dezembro de 2014

Meio Ambiente

Leis que não saem do Ministério do Meio ambiente, enquanto nossas matas clamam por socorro.
Se tardarmos em agir, em breve não haverá o que se preservar.



Anos diferentes, looks que valorizam...



Usei esse vestido de musseline com estampa de animal print na formatura do pré da minha neta (Lívia) em 2013. Um vestido muito confortável que me deixou elegante e com uma pitadinha de sensualidade.
Amei a combinação com a meia calça preta que alongou minhas pernas juntamente com o sapato. 
No segundo look, agora em 2014, usei esse vestido com um tom verde muito bonito que varia a tonalidade conforme a luz do ambiente. Modelo mais discreto com uns recortes assimétricos na altura dos ombros que não dá para ver na foto. 
Um vestido de tecido encorpado que veste muito bem, mostrando o tenho de melhor e disfarçando o que não quero mostrar kkkkk.
 Esses dois looks nos mostram que podemos perfeitamente ficar lindas e bem vestidas em qualquer ocasião, independente da idade. 
Bom dia! E um ótimo final de semana à todos nos.
                                                                                                                          
                                                                                                                                     Beijão

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Como vejo a minha existência...

É estar protegida em uma redoma de vidro observando o mundo agitado do outro lado,
Estar com fome diante de um rio perigoso repleto de peixes e eu sem vara e nem rede,
Ver comerciais na tv de coisas que pra mim são no momento impossíveis,
Ver populações inteiras sendo exterminadas em nome do poder de poucos,
Portanto felicidade é um estado de ser e não necessariamente de estar...
Sinto pelos que nada posso fazer e também por mim por permitir que outros a mim fizessem.


Muitas vezes sou mal interpretada por ser uma pessoa prática e fria, meu pai sempre me diz que há a hora e o momento para se dizer certas coisas. Ele pode estar certo mas...
Não penso assim, nunca temos tempo suficiente e se tivermos façamos o correto nesse intervalo, pensemos no futuro. 
Vou lhes contar algo que aconteceu comigo. 
Quando eu geralmente visitava a minha mãe, eu a cumprimentava, perguntava de sua saúde, conversava uns cinco minutos contados e tchau. Eu sempre tinha algo à fazer, meu tempo era escasso, minha casa, meus filhos eram a minha prioridade.
Hoje não há mais casa e nem filhos e muito menos a minha mãe, ela morreu...
Foi difícil, está sendo até hoje, mas podia ter sido muitíssimo pior se eu não houvesse me preparado.
Sou assim desde de pequena, penso no amanhã, cresci só, tive que ser assim a vida toda.
A única coisa de que me arrependo é não ter dado mais tempo a ela, hoje sou quem queria cinco minutinhos e ela não pode me dar...
Pensem nisso, hoje, amanhã? Certa vez li no blog de um amigo que o tempo não existe. Fiquei pensando como assim... será?
Hoje vejo e concordo realmente o tempo somos nos que fazemos, não existe o ontem e nem hoje e muito menos amanhã se não enxergarmos e fizermos parte dele.
Sou eu que faço o tempo existir, sem mim não há tempo algum...


                                                                                 Bom dia! 

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Preto e branco!

Eu amo foto em preto e branco, dá a impressão de nostalgia, antiga e degastada pelo tempo. 
Quando vejo uma imagem em branco e preto, minha imaginação viaja pelas características e nuances. 
Quando eu for viajar para as cidades históricas de Minas Gerais pretendo reverter a maioria das fotos para branco e preto.
 Acho que retrata bem mais a realidade local.
Todo aquele glamour barroquiano de suas igrejas ornadas à ouro, contradizendo todo o sofrimento dos escravos no mineiro de diamantes, que não lhes era permitido assistir as missas.
Notem que em lugar dito como santo deveria aceitar à todos. Mas infelizmente não era assim... 
 As únicas poses que terão cor e esse merecimento serão as fontes e nascentes.
 Que trouxe a esse povo mestiço a pureza de suas águas puras e cristalinas. 
Vocês devem estar se perguntando porque eu penso assim.
Imaginem um retrato frio e sem cor, notem, podemos adicionar cores e vida a essa imagem, mas se já tiver, nada mais poderemos modificar, senão dar ou não nossa aprovação.
O que quero dizer é que tudo que está em estado bruto, rústico, pode ser melhorado e novas idéias podem surgir de à partir disso. 
Eu vejo todas as coisas e circunstancias de forma otimista, no entanto é no primário de tudo que temos consciência das situações complexas. 
Se a maçã não fosse vermelha, ela não pareceria tão deliciosa...
Abuso da imaginação e valho disso para esmiuçar todas as possibilidades.


Boa noite!


Optei por ser feliz!

Nem todos os meus passos são de flores
E nem tampouco de espinhos
Às vezes há pedras no meio do caminho
E em outras há a mão de um amigo
Seja como for, não importa...
Minha resposta sempre será um sorriso!









segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Vida!

É preciso muito mais que uma vida para viver e fazer o que se tem vontade.

Nossos espíritos querem

Nós queremos...