sexta-feira, 30 de maio de 2014

Sai do armário, me despi da ignorância e dei adeus as desilusões.
Saiu um peso enorme de dentro... todos esses anos de conservadorismo e timidez. Estou livre sou mulher, sou linda, sou feliz. Me prendia a princípios criados por uma sociedade falso conservadora e hipócrita que ensinam nós mulheres a sermos lacaias servis. 
Que me importa meus últimos dias, quero viver o hoje e o agora pertence a mim. Quero sentir, ser completa e satisfeita com meu sexo, frágil sim, porém não menos que outras.
 Simplesmente amo ser mulher, ser tocada, beijada e acima de tudo muito mais muito amada, com todo o direito de ser completamente feliz.

Nenhum comentário: