terça-feira, 13 de julho de 2010

O Reverso Da Moeda

Você já sentiu-se enjustiçada, perseguida e caluniada?
Muitas vezes em nossas vidas por mais que façamos, nunca é o suficiente, ajudar toda a família, emprestar seu carro e receber ele de volta sem gasolina e todo sujo, aquele irmã(o) que sempre é o coitadinho e nós ficamos com todo o trabalho sujo sem remuneração, pois casos familiares são impagáveis e insolúveis.
Sabe como é fica mais um pouco lava a louça e esfregue o chão, enquanto eu falo mal de você ao telefone com seus parentes, sobre como seu jeito sonso de ser encomoda a todos. Não importa o quanto seja prestativa(o) seu empenho nunca é reconhecido, não que façamos algo para ter aplausos, faz parte de nós amparar e auxiliar sem  querer nada em troca.
Isso não é ser egoísta e nem tampouco enteresseiro, os danos emocionais então são incalculáveis, ter que encarar aquela famosa carinha de "M" sorrindo cinicamente dizendo vou te ferrar rsrsrsrsrs tontinha(o) e nós engênuamente caimos feito patinhos e quando damos conta já é tarde demais.
O remédio para esse drama familiar não existe, afinal não dá pra romper com tudo de uma vez. Mas o antídoto é uma dose dupla de calma e paciencia e o principal amor próprio, isso ajuda e muito.
Senhor(a) faz tudo, dê um basta nessa "M" toda e caia fora dessa roleta russa onde a única bala no tambor
tem seu nome marcado nela.
Eutanásia é crime pode acreditar.

2 comentários:

A Flor do Sul - Perah Hadarom disse...

Família é um assunto muito complicado. Tem uns familiares que são bons e nos dão todo o seu carinho, seja uma palavra amiga quando precisamos, seja uma mãozinha na roda, seja um abraço que acalme, um conselho duro mas que é pelo nosso bem...

Esses são poucos, ou melhor, nem sempre é fácil encontrar esse lado. Também tem o lado que se aproveita do sangue para abusar da nossa paciência, fazer coisas feias achando que só por serem da família podem...

Amiga, que bom que voltastes! Fico feliz! Tinha passado uma vez em teu blogue, e estava tão parado!

Desejo que tu saibas te dar valor, amiga, tu em primeiro lugar! Não importa os outros, nós é que temos que nos valorizar em primeiro lugar, sempre e sempre!

Olha, nem sabes das novidades, né? Vou sair da fábrica da sadia em breve, pedirei a demissão. Também vou finalmente visitar minha mãe, irmãos e tias, lá no interior de São Paulo. E depois?

Adivinha?

Vou casar! Chama-se Renato, é do rio Grande do Norte, e me mudo para lá depois da visita aos parentes. Amiga, é muita coisa a dizer, as fofocas em dia teríamos que colocar, não achas?

E tu, quais são as novidades, dona Eugênia? E a netinha linda, como está? E o teu coraçãozinho?

Abraços e bom sábado.

Eugenia disse...

Oi meu amigo, que agradável visita!
Fico feliz por estar tudo dando tão certo pra você e te desejo muita sorte e alegria um grande abraço.