domingo, 28 de novembro de 2010

Preciosa

Tens o semblante altivo, donde vens tamanha coragem?
Seus olhos sedutores e esse sorriso enigmático hipnotiza,
Ao andar um leve rebolado da ginga a rodada saia...
Deixando à mostra coxas grossas e bem torneadas,
És linda e sabes disso, pretensão nenhuma tens.
Por onde passa arranca suspiros e assobios,
Tadinha não tem noção dos poderes que tens...
Sua cor púrpura brilha e desencaminha até homens de bem
Atrás dessa morena muitos perderam seus trilhos e ela não quis ninguém
Essa flor rasteira vinda de longe, de sua terra natal foste arrancada...
Ama outro, corajoso e selvagem que estás além de nossos mares
Sonha um dia em retornar e vê-lo a esperar-te na areia
Pobrezinha da princesa negra...Sua terra agora é essa e o seu amor,
Ficará pra sempre lembrado no seu coraçãozinho quebrantado.

                                                                                                     Eugenia

Nenhum comentário: