sexta-feira, 6 de julho de 2012

Eu sei o que você está sentindo, essa dor que dilacera a alma e apaga o brilho dos olhos. Se pudesse gritaria ao mundo sua dor, mas não pode, todos saberiam suas fraquezas, seus medos...Está só agora. Não há mais ninguém que possa dar-lhe a mão gratuitamente. Ninguém a te esperar com um abraço e um sorriso. Seu cachorro talvez, se houver algum. Agora sabes o que é ser nada numa terra onde valores valem tudo. Não se preocupe, isso que está sentindo um dia passará, não saberás nem qual foi o motivo de tanta tristeza daqui um tempo. Boa noite!
P.s. Só o frio e o vazio das pessoas, bem vindo ao meu mundo...

Nenhum comentário: