sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Já não me reconheço ao me olhar no espelho, não sou nem a sombra do que fui um dia...Amarga constatação, o brilho nos olhos deram lugar a tristeza. Fico a me perguntar quando foi que deixei minha vida escorrer pelas mãos?

...ele tenta saber o que penso 
eu não penso nada!

...ele tenta saber quem sou
eu não sou nada

então ele fica a cismar...onde estarei?
em lugar algum, pois pra você... não existo!

Nenhum comentário: