quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Os covardes morrem várias vezes antes de morrer, mas os corajosos morrem uma vez só.
Shakespeare foi um gênio, nisso não discordo.
Quanto a frase acima citada por ele tenho que complementar...
Que sem a colaboração dos covardes não haveria humanidade.
                                          Eugenia

Nenhum comentário:

Aos poucos a mocinha se prepara, se enfeita, brinca com as gotas de orvalho e se deleita com o elixir dos ventos... A Bela Moça demora, mas...