sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Alegria apesar do cárcere


Ontem me ocorreu algo que para mim foi um gesto de amor.
Estava acontecendo uma festa na minha casa e ficam lá dois pássaros engaiolados um em cada canto da casa,normalmente eles ficam sozinhos isolados um do outro. Cada um escuta somente o seu cantar. Ao me aproximar da gaiola de um deles pecebi sua alegria por ter alguén ali a observar suas acrobacias dentro da gaiola, parecia que sorria pra mim, enquanto um menino ao meu lada tentava de um tudo atormentar o pobre bichinho. Peguei a pequena gaiola pus em cima da geladeira, longe o bastante daquele que daqui uns anos provavelmente não estará nem ai com a natureza e suas magelas. Sou contra o cativeiro, mas por se tratar de passáros já em extinção os criamos com autorização do governo(Ibama).Mas afinal se um bichinho como ele sente solidão ao estar sozinho o que dizer de nós então? Com todas essas barreiras de estatus social,diferença de cor e sexo caminhamos para onde? É um caso a se pensar precisamos de carinho, colo , amor, e cantar muito para aliviar o coração...

Nenhum comentário: