quarta-feira, 24 de março de 2010

Quanta saudade

De quando juntos inventavámos brincadeiras para passar as horas, porque meu filho? Só me diga porque? O que faltava ou ainda falta em tua vida para que um sorriso tão lindo se tornasse uma amarga lembrança?
Do fundo do meu coração ninguém te ama como eu...

2 comentários:

VASCODAGAMA disse...

AMOR DE MÃE NÃO TEM LIMITES
ESPERO QUE ESTEJA TUDO BEM!!!!!!!
VOU VOLTAR
BEIJO

Eugenia disse...

Meu filho sempre quis lançar tendências, e em seus sonhos de adolescente, ultrapassou os limites e sofre as consequências disso. Um forte abraço e até mais.