sábado, 23 de julho de 2011

História de um coração


Um coração veio me avisar que já era hora de voltar a viver, que a vida tinha pressa e não ia me esperar.
Hesitei um pouco, pensei no que faria com a minha vida, casa, filhos, neta e meus bichinhos queridos que são tantos...
Aí ele me respondeu que, eu sou apenas uma, e que os outros sobreviveriam bem sem mim, afinal nada é para sempre e que se eu quisessse ser feliz teria que ser agora, não se pode adivinhar nem o dia e nem a hora da felicidade ou do desfortúnio.
Ponderei, pensei e não conseguia chegar a uma solução em que ninguém viesse à sofrer, além de mim.
E com toda calma desse mundo aquele estranho coração olhou pra mim com os seus olhos cheios de lágrimas e disse: - Então fique, mas lembresse jamais lamente, a escolha que fez, eu vim te buscar pra te monstrar que a vida pode ser diferente e que a felicidade está ao alcance das mãos.
Com meus olhos ao chão respondi baixinho que sim. Ele não ouviu de tão baixo que sussurrei.
Então falei novamente...
Ele virou-se prá mim e respondeu:- É assim que responde, não vivias atrás de mim a me chamar, me procurando em cada olhar que passava na rua, em cada canção que ouvia, em cada lágrima que derramava? Você não sabe o que quer, a vida que conheces é só angústia e sofrimento, que seja assim então, eu parto agora.
Me desesperei, minha vida passou em segundos na minha mente e gritei espera... me leva com você.
O coração se voltou satisfeito e disse "Eu sempre acreditei que me amava" jamais partiria sem você!
Segurei bem firme nas mãos do meu desconhecido coração e o segui confiando sem olhar prá trás...
Disse lhe baixinho ao ouvido "Eu te amo e sempre soube que você viria" E ele respondeu "Eu sei..."
A nossa vida ninguém sabe, mas dizem que somos muito felizes, porque eu não vivo sem ele e ele não vive sem mim.
Afinal desde que o mundo é mundo...

" O amor é cego e andas apoiado nos braços da loucura"...

                                                                                                            Fim
                                                                                                                                           Eugenia

Nenhum comentário: