sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Morena Rosa

Sou morena rosa, da cor do pecado
Hora inquieta, por vezes faceira
Adoro o cheiro do mato, o voar dos passáros
O burburinho dos bichos na mata
O meu ar de espanto...
Ninguém disse que eu tinha que ser séria
Todos dizem pra ter educação
...afinal que coisa é coisa que uso sempre e me confundo
e no final acaba sempre em confusão.

 Deixo as regras de lado, crio as minhas próprias leis

se amanhã disseram que não deu certo
Começo tudinho outra vez...

Nenhum comentário: