quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

 Que haja luz, e assim se fez!

Não foi bem assim, mas esta já é uma outra história...

Nenhum comentário:

...luto pelo que acredito, quando deixar de crer, morrerei.