terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Coração

Meu amor de onde vens tamanha amargura? Porque tudo isso... A questão é se eu o amo da mesma forma que me amas? Medir a dimensão do amor é impossível, nunca estivemos tão ligados um ao outro.
Há esperança pra nós, aliás pra todo mundo.

Nenhum comentário:

Me faltam as palavras para descrever o quão é go stoso cultivar as flores.