sábado, 18 de dezembro de 2010

Memórias Póstumas


Na minha próxima vida, quero viver de trás pra frente. Começar morta, para despachar logo esse assunto. Depois, acordar num lar de idosas e ir-me sentindo melhor a  cada dia que passa. Ser expulsa porque estou demasiada saudável, ir receber a aposentadoria e começar a trabalhar, recebendo logo um relógio de ouro no primeiro dia. Trabalhar por 40 anos, cada vez mais desenvolta e saudável, até ser jovem o suficiente para entrar na faculdade, embebedar-me diariamente ser bastante promiscua. E depois, estar pronta para o secundário e o primário, antes de virar criança e só brincar, sem responsabilidades. Aí viro um bebê inocente até nascer. por fim passo nove meses flutuando num "spa" de luxo, com aquecimento central, serviço de quarto à disposição e espaço maior dia-a dia, e depois -"Voilà!"- desapareço num orgasmo.

2 comentários:

c. disse...

Tem um filme assim, não me lembro o nome. É estranho, não dá muito certo. Ha vantagens e desvantagens. A vantagem é ir ficando cada vez mais jovem (e mais bonito). A desvantagem é que vai se perdendo a sabedoria e a experiencia acumulada. Sei lá, acho que a sabedoria é mais imprtante. Abraco, claudinei

Eugenia disse...

Realmente a sabedoria é tudo, penso sempre na parábola de do Rei Salomão, que com essa arma poderosa conquistou impérios.
No entanto se pudéssemos se deslocar no tempo,seria uma experiência incrível.
Um grande abraço C. "O Pensador"

Me faltam as palavras para descrever o quão é go stoso cultivar as flores.