terça-feira, 11 de agosto de 2015

Aos Cuidados dos Curiosos

Posso sentir seus olhares de reprovação.
Eles querem que eu seja uma pessoa infeliz, pensam em como eu consigo seguir uma vida normal com os problemas familiares que tenho. Observam, julgam e tomam suas próprias conclusões.
Já me disseram que sou insensível, desumana, fria e calculista. 
Eu sigo o seguinte princípio, todos nós cometemos erros, uma vez é aceitável, na segunda pode ser um incidente, mas na terceira é simplesmente burrice mesmo. Então sigo essa lei em tudo na vida, no dia a dia corrido que levo ainda encontro tempo de me ocupar com coisas que me fazem bem, caminho, faço academia e nas horas vagas levo minha netinha aos parques da cidade. Sempre que posso viajo pelos menos umas seis vezes ao ano, sendo que uma delas passo as férias em algum lugar sossegado. Voltando ao assunto das pessoas que me observam, provavelmente eles devem imaginar como consigo fazer tudo isso com um filho com graves problemas.
Aos olhos que me observam eu respondo que é simples.
Nem eu nem ninguém pode a todo tempo proteger os filhos de tudo, quando são pequenos damos amor, atenção, educação, enfim tudo que criança precisa pra se desenvolver com saúde e equilíbrio mental, na adolescência as coisa começam à fugir do controle e depois quando menos imaginamos temos um outro no lugar daquele filho. E eu depois de muito sofrer com a delicada situação do meu filho que mesmo fazendo de tudo para ajudar e não conseguir melhora alguma, dei uma guinada de 360 graus e virei a mesa. Decidi primeiramente cuidar de mim, da minha saúde e depois pensar nos dilemas familiares. Não vou dizer que é fácil viver 24 horas por dia sendo analisada e vigiada, mas eu não ligo, em cidade pequena como a minha todos cuidam de sua vida antes de você. E usando a filosofia da vaca, desculpem a expressão interiorana " Eu estou cagando e andando pra todo mundo" nem ligo, se alguém achar que é fácil suportar os olhares de pessoas maldosas e cruéis de plantão que só sabem julgar, que juntem-se a eles pois vou continuar vivendo livremente apesar de tudo estar contra. Viajando, caminhando e indo na academia sempre que me der vontade e tenho outros projetos, pretendo ir para o exterior em breve e começar fazer aula de dança, como os curiosos de plantão podem notar eu vou muito bem obrigada...




Nenhum comentário: