domingo, 7 de fevereiro de 2016

Esse meu jeito doce de ver a natureza, de ficar radiante pelo cantarolar de um pássaro ao longe. Me hipnotizar pela pose soberana dos gaviões e admirar a beleza das asas brancas.
Como seria meu viver sem as cores e belezas animais desse mundo? Não sei ao certo, afirmo somente que sem essa magia terrestre não sobreviveria.





Nenhum comentário:

Aos poucos a mocinha se prepara, se enfeita, brinca com as gotas de orvalho e se deleita com o elixir dos ventos... A Bela Moça demora, mas...