sábado, 26 de março de 2011

Sabedoria cega

Eu sei do que preciso para ser feliz, não é nada impossível, penso que a minha felicidade depende apenas de mim. Ela provém do meu eu. Tudo ficou muito mais fácil... enquanto pensava que encontraria alegria de viver em outras pessoas, isso jamais seria possível. Aplico isso no meu dia a dia, o desapego, coisas do qual não preciso, consumismo exagerado. Nessas horas vale o velho ditado japones" Não tenhas mais do que podes carregar".
Tenho a sensação de leveza nesse momento, meu jeito àspero de ver a vida, a ferro e fogo, tudo isso mudou. Por isso creio na evolução...
Há mudanças que são um trampolim para novas expectativas. Visão esclarecida, mente em constante mutação, lutando contra preconceitos enraizados.
Está sendo inovador ter consciência limpa de idéias fantásticas. Muitas vezes segui pensamentos que não conduziam com os meus próprios e acabava me perdendo no andamento dos preceitos.
Tomo agora um certo cuidado com o conhecimento exacerbado, ele dá mil e um caminhos à seguir, mas o reto é somente um apenas. Existem as famosas variantes.
 O discernimento deve ser o principal aliado nesse momento, o mal julgamento pode mudar toda uma caminhada.

Nenhum comentário: