terça-feira, 21 de outubro de 2014

Procurei identificar meu sorriso no olhar de uma criança...
As crianças são autênticas, simples e ingênuas.
Isso faz recordar de minhas doces lembranças
Quando eu era a única menina no meio de nove moleques arteiros.
Meus protetores e meus algozes, ah, vida! Quantas histórias, quantas noites dormi com a bundinha ardendo das palmadas de minha mãe. 
Hoje me lembro com nostalgia daqueles tempos em que brincar de boneca e soltar pipa era a maior felicidade do mundo...


Nenhum comentário:

Tenho a alma de um Lírio... Se ele a tivesse!