domingo, 29 de maio de 2016

Como culpar o vento pela desordem feita se fui eu que esqueci as janelas abertas.

Nenhum comentário:

O mundo não sabe o que penso, isso é fato. Posto que para muitos nem existo...