sábado, 21 de maio de 2016

Não julgo ninguém pelas minhas atitudes. 
Sempre há uma escolha, quando percebi já na infância que estava só fiz melhor, decidi amar, amar muito e dar o que as pessoas a minha volta não conseguiam retribuir.
Eu cresci, perdoei e hoje apesar de ainda haver algumas sequelas daquele tempo, continuo acreditando que somente o amor é capaz de fazer germinar algo de bom nas pessoas.

Nenhum comentário: