segunda-feira, 13 de março de 2017


Em preto e branco minha vida foi...
Sempre assim, morna, 
Sem nenhum lampejo de alegria real.

Nenhum comentário:

...luto pelo que acredito, quando deixar de crer, morrerei.