segunda-feira, 13 de março de 2017

O crepúsculo é divino em suas cores. Nele enxergo os limites da razão e a loucura.
Os que se atrevem à caminhar nas trevas e os que teimosamente almejam a luz.
Mas, onde ela se encontra se não nos corações dos desesperados.
Qual de nós poderá se aquietar diante a fúria da Mãe Natureza.
Somos pequenos e intimamente mesquinhos demais para tanta glória.
Eu não sou digna, porque as forças me faltam.
E para permanecer, só os fortes conseguem.
Eu não...

Nenhum comentário:

...luto pelo que acredito, quando deixar de crer, morrerei.