domingo, 2 de fevereiro de 2014

Fala sério...

Quantas vezes não mascaramos nossos pensamentos e palavras. Pensamos uma coisa e acabamos dizendo outra. Mentimos por puro prazer de chamar atenção, nem que seja por segundos apenas.
A intenção no começo pode até ser boa, mas depois torna se algo perverso, implacável. A pessoa no qual enganamos ou supomos enganar fica na defensiva, só escutando e refletindo, escutando até que resolve agir de acordo com seus extintos. 
É nesse exato momento que a mentira se vira contra nós, hienas solitárias... A medida que o tempo passa a mentira se torna maior, ao contrário da verdade que é dita e logo esquecida. Ninguém se interessa pela verdade, só as pessoas de boa ação e isso é raridade. Não quero vir aqui e dizer que todo mundo é mentiroso, não é isso. MAS PENSEM COMIGO, MENTIR É BEM MAIS FÁCIL QUE DIZER A VERDADE, PORTANTO ATIRE A PRIMEIRA PEDRA QUEM NUNCA MENTIU.
Essa bola de mentiras vai se transformando de tal forma que de escudo retorna em flechas que nos atingem em cheio no coração.
Isso tudo não tem nada haver com moralidade, não sou ninguém pra dizer que isso ou aquilo é errado, falo por experiência. Quando somos sinceros, a vida não é nada justa, passamos por pessoas descartáveis, mas e daí. Somos mesmo. Já perceberam que quando uma determinada pessoa não gosta de nós ela se fecha e também impede que outros se aproximem. Então a sociedade é assim, eu não gosto, eu não quero, eu não faço, eu excluo!
Perdemos tempo, muito tempo. A vida passa tão rápido, amanhã tudo pode ser tão diferente. Então porque não dizer a verdade, por vergonha de ser sincero e de expressar seus reais sentimentos?
DO PÓ VIESTE AO PÓ RETORNAR TE.
Isso lhes diz algo? Pois é toda fartura e riqueza ficarão aqui. E nós, poderíamos ter mentido menos e amado mais. Muito mais...
                                                                         

                                                                   Bom dia!


                                                                                                              Gheni Elizabety

Nenhum comentário: