segunda-feira, 6 de junho de 2016

O vento passa, as folhas caem das árvores quase desnudas. Nem calor, tampouco frio, o inconsciente, o nada.
O Sol,
A Lua...
E os dias passam bem devagar!

Nenhum comentário:

...luto pelo que acredito, quando deixar de crer, morrerei.