quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Brincando de fazer poesia

Lua linda dos amantes, hoje tu não és mais tão venerada.
Não notam mais tua presença...
Enviam torpedos no lugar de beijos, e fotos no instagram distingue realidade ou foto shop.
E a pobrezinha da lua não representa mais os namorados?

Sim! Daquele tempo que não perderam o romantismo, 
que ainsa suspiram quando passa seu amor
ou sente um friozinho na barriga ao receber o primeiro beijo...
A Lua é eterna, os antigos poetas se encarregaram disso!

Eu no entanto só lembro dela ao olhar o céu 
O Cruzeiro do Sul e as Três Marias.
Brincadeira que aprendi em criança
E o costume me segue desde então

Nunca me vi e nem imaginei
Em banco de praça a namorar
Acho brega ou até mesmo piegas
Dois pombinhos a se beijar

Pros enamorados não tem sol e não tem chuva
Todo dia é dia de beijar...
Olha eu aqui fugindo do assunto, 
se o negócio era tão somente falar da Lua

Não tenho tantos predicados
A essa musa da paixão
Só digo que sempre será
A diva de muitas canções...

                                                             Boa noite                  

                                                                                                                 Gheni Elizabetty

Nenhum comentário:

Me faltam as palavras para descrever o quão é go stoso cultivar as flores.