quarta-feira, 9 de setembro de 2015

O tronco do castigo

Os ferros, o tronco e o chicote ficaram lá no passado,
Fazem parte dos museus e viraram lembranças na memória dos mais velhos
Hoje somos um povo livre...
Tenho orgulho da minha cor, minha raça!

E vergonha dessa humanidade desumana, crueldade extrema.
Que explora, oprime e mata em nome do progresso...

Nenhum comentário: