sexta-feira, 16 de setembro de 2016

 

Não tenho medo da vida e e nem da morte...
Oque me amedronta é um algum dia deixar de sorrir.




Nenhum comentário:

...luto pelo que acredito, quando deixar de crer, morrerei.