sábado, 10 de janeiro de 2015

Vida

De um jardim zelarei, onde escolherei as melhores sementes para  serem cultivadas.




Flores de túmulos... Uma despedida aos que se foram... Acho belas todas as flores, mas no lar, rosas apenas e com a máxima discrição. Azaleias, orquidáceas, jasmim. Cores variadas para minha alegria... A paz do lírio, num vasinho de canto na cozinha. Hoje o mar ta lindo, a saudade dos beijos não dados, dos dedos entrelaçados, dos afagos e suspiros... A espera triste sem conforto. O amor da sentido a vida!

Nenhum comentário:

Me faltam as palavras para descrever o quão é go stoso cultivar as flores.