sábado, 29 de março de 2014

Tire férias do emprego de mãe e aceita a vaga de ser mulher

Quantas vezes não abri mão da minha vida pelos meus filhos, eu acho isso até certo bem natural, uma vez que tenho responsabilidade por eles. Mas até que ponto isso vai? 
Isso variou bastante até que um dia dei um basta em, mãe quero isso quero aquilo... E eu? Onde ficava nessa história sem sim? Em lugar algum, não me enquadrava mais nem no papel nem de mãe, nem de amiga, talvez secretária uma vez que organizava toda as contas e as bagunças diárias. Bom vamos ao ponto, cheguei na casa dos quarenta sozinha, separada e frustada, isso mesmo. Não realizei meus sonhos salvo uma coisa ou outra que lutei para ter pelo dignidade e estabilidade.
Deixei a sexualidade e a vaidade por anos e anos, os filhos conseguem minar todas as energias se mal direcionadas. Desisti de mim, achei que minha vida girava ao redor deles, fui mãe integral achando que isso faria a diferença. Sinto dizer não faz, participei muito do desenvolvimento deles, mas perdi em desenvolvimento próprio. Não fiz carreira, sou dona de casa... Fiz a escolha achando que seria a melhor, mas digo as mães que estão com o coração partido por terem que se separar do seus filhos para trabalharem, fiquem tranquilas tudo vai dar certo. Seu filho vai ficar bem, o futuro moral dele independe da sua ausência, isso vai da índole de cada um deles.
Então eu por convicção afirmo não abra mão de seus sonhos e projetos, faça o que quiser fazer. Excesso de carinho e atenção não contam quando eles batem a porta atrás si. Criamos os filhos pro mundo a apesar de amá-los muito, temos que pensar em nós como únicos. Uma vez os filhos crescidos não precisamos mais trocar as fraldas...
De um tempo para si mesma, viva intensamente, ria, cante, dance e seja feliz.


                                  Bom dia e um ótimo final de semana

                                                                                                      Eugenia

Nenhum comentário: