sexta-feira, 2 de outubro de 2015

A Lua uma vez me fez acreditar que seria possível amar.
Que ela em todas as suas fases abençoa os casais apaixonados,
Pobre Lua inocente, não contava com o egoísmo e cobiça que acaba com tudo que há de bom nessa vida.
Lua amiga, não te admirarei à noite, dedico agora meu amor ao Sol, ele brilha com intensidade e me trás esperança a cada amanhecer em que respiro.
Adeus Lua dos enamorados, adeus Lua de ilusões...

Nenhum comentário: