domingo, 6 de novembro de 2016

 
Lá estava ela no caminho, uma escultura a céu aberto.
Velha, seca e queimada.
Achei-a linda, quem teria feito tamanha maldade.
Na verdade pareciam que eram duas abraçadas.

Nenhum comentário:

...luto pelo que acredito, quando deixar de crer, morrerei.