domingo, 27 de novembro de 2016

Liberdade, liberdade!

Ouça "Flor", eu não sei do seu passado.
Mas, independente do que lhe tenha acontecido esqueça, aprenda com seus erros.  Faça deles degraus para sua escalada rumo a tua felicidade.
Busque teus sonhos verdadeiros, se aventura, ponha toda tua feminilidade para fora. Não tenha vergonha de ter vontades e de ser mulher...
Lembre-se, ninguém lhe dará mais amor do que ti mesma.
Venha, amiga conhecer um novo mundo repleto de oportunidades!

Nenhum comentário:

...luto pelo que acredito, quando deixar de crer, morrerei.