quarta-feira, 13 de julho de 2016

Não viverei de sonhos,
Quero sentir pulsar, arder e jorrar essências...
Num oásis imaginário só eu e você.


Nenhum comentário:

...luto pelo que acredito, quando deixar de crer, morrerei.