domingo, 8 de janeiro de 2017


Naquela época poucos tinham o que calçar nos pés e havia progresso.
Hoje temos muitos pares de sapatos, às vezes até em em excesso e quase avanço algum.
De certa forma quando se chega no ápice, retorna-se ao começo.







Nenhum comentário:

...luto pelo que acredito, quando deixar de crer, morrerei.