domingo, 15 de janeiro de 2017

Viver e sentir é o que vale, alegrar-se, ser leve e justa.
O resto pouco importa, intrigas e invejas, pois são apenas reticências que coloco em cada etapa de minha estrada itinerante.

Nenhum comentário:

...luto pelo que acredito, quando deixar de crer, morrerei.