domingo, 15 de janeiro de 2017

...vidas de valor!

Mãe mata filho por ele ser "daquele jeito", palavras dela em depoimento ao delegado de Cravinhos.
Aí me pergunto até que ponto vai a crueldade humana, quando tange gênero e opção sexual.
Lamentável matéria, por isso me abstenho ao máximo de ler e ver noticiários policiais.

Nenhum comentário:

...luto pelo que acredito, quando deixar de crer, morrerei.