sábado, 11 de julho de 2015

...ás vezes caminho por estradinhas de terra sem saber ao certo o que procuro, paz talvez, inspiração e mais emoção nas horas do meu dia.
Embaixo de uma árvore medito, escuto os pássaros, decifro nuvens e num lampejo de consciência me recordo como são maravilhosas nossas conversas.


Nenhum comentário: