sábado, 25 de julho de 2015

Sementes!



Semeei o que pude, colhi o que deu...
Sou feliz posso assim dizer, 
Cheguei no tempo da satisfação, 
Que o que tenho basta conservar
E o que ainda não consegui o tempo que se encarregue.
Compartilho o sossego do tempo, na tranquilidade de uma árvore e na paz de uma colmeia.
Não espero que a vida seja perfeita, basta que eu seja assim humilde dos pés à cabeça.

Nenhum comentário:

Aos poucos a mocinha se prepara, se enfeita, brinca com as gotas de orvalho e se deleita com o elixir dos ventos... A Bela Moça demora, mas...