terça-feira, 7 de julho de 2015

Você sempre faz o medo ir embora, quando olho na íris dos seus olhos, tudo passa.
Seu olhar me transmite paz, amor, desejo,  e tudo que mais preciso.

...amor estou morrendo de saudades!

Se bem que prefiro morrer de amor nos seus braços, na mata com os pássaros cantando em nossos ouvidos. 
Sentindo o cheiro do amor e da relva, juntos e misturados, cansados de tanto se amar.

As noites são frias do lado leste da cidade.

Nenhum comentário: