quarta-feira, 15 de julho de 2015



Um dia precisei amar a minha dor. Era o único jeito que tinha de continuar vivendo.
Ou aprendia ou morria com ela, resolvi aprender...

Nenhum comentário:

Me faltam as palavras para descrever o quão é go stoso cultivar as flores.