quinta-feira, 7 de maio de 2015

Amar pra mim é como andar descalça em uma estrada de terra...
De um lado árvores bonitas, frondosas e frutíferas do outro árvores secas e semi mortas.
A minha frente eu vejo um céu azul, lindo com nuvens brancas e o chão coberto de grama.
Agora eu explico, pés descalços para ser humilde e perceber a textura e aspereza da terra, puro contato com a realidade. 
Na natureza vejo do lado em que as árvores estão frondosas há todo tipo de existência, insetos, bichinhos pequenos e grandes, ao seu redor. A alegria do ecossistema em si.
Do lado das secas só os animais que descansam em seus galhos  formigas e cupins. Um lugar praticamente inóspito, mas sedento por um retorno à vida.
Eu vejo diferente das outras pessoas, posso ver a existência, no que já esta morto ou quase morto e enxergo a beleza através disso. Porque lá, já houve vida e pode haver se não da mesma forma de outra maneira.
E o que enxergo no horizonte são as possibilidades, pois por mais que eu perca a esperança, todos os dias o Sol nasce em forma dela.


Amar é isso, ver o que as outras pessoas não conseguem perceber. 
A sensibilidade, a nobreza e o caráter são intransferíveis e isso faz uma pessoa  se tornar tão especial.
Não observo com os olhos da carne, só transmito o que meus sentidos refletem.
E só falo o que tenho vontade de fazer...

 Algo que deveríamos sentir e desfrutar ao invés de aspirar somente.
Amar é toque, desejo, alma e coração... 


...eu sempre quis você, mas não sabia como.
hoje sei, sendo o mais natural que uma mulher pode ser.

Nenhum comentário: