sexta-feira, 1 de abril de 2016


Ah, doce lua de outono
me permita me aproximar
de quem tanto amo!
só um pouco, por instantes únicos e mágicos.

Nenhum comentário:

...luto pelo que acredito, quando deixar de crer, morrerei.