quarta-feira, 27 de abril de 2016

De onde vieram os querubins?

Depois que as luzes se apagam, meus pensamentos criam asas na escuridão das noites. Sozinha, devaneio entre as horas perdidas, o sono demora chegar. Nesse tempo decifro esse enigma que é viver. Não me bastam os conhecimentos que adquiri, preciso respostas reais e concretas de tudo que me foi ensinado por décadas. Porque esse mundo que aprendi a ver, talvez nunca tinha existido e de certo foi inventado. Amo história antiga e o pouco que sei, pode ser na grande maioria pura invencionice. 

Nenhum comentário: